Atualmente, o número de redes sociais que aparecem na internet e consequentemente nas nossas vidas tem crescido muito. Se antigamente as empresas e futuros clientes buscavam saber mais sobre o candidato através do Facebook, Instagram ou Twitter etc. Hoje em dia o LinkedIn é a rede social dos profissionais por excelência.

Logo, nas suas buscas por um emprego, por exemplo, você deve ter percebido que muitas vagas podem ter sua candidatura diretamente via LinkedIn, não é mesmo? Isso comprova que ter um perfil minuciosamente elaborado na rede social pode ser de extrema importância. Não apenas os funcionários de Recursos Humanos utilizam essa ferramenta para saber um pouco mais sobre o candidato, mas possíveis clientes também se você é um profissional liberal.

Todavia, se você ainda é novo nessa rede social e não sabe como potencializar esse instrumento ao seu favor, vamos te dar três dicas valiosas para começar bem o seu ano, atingindo os seus objetivos profissionais a partir de seus potenciais. Como em outras redes sociais, não precisamos fingir quem somos, mas ao contrário, podemos potencializar a sua identidade e essência, ou seja, você é uma marca!

  1. Coloque suas experiências profissionais voluntárias

    Pois bem, muitas pessoas esquecem de mencionar projetos que elas já fizeram parte algum dia, por achar que não é uma informação relevante, ou por acreditar que não é preciso mencionar esse tipo de informação. Um grande equívoco. Trabalhos voluntários, e projetos não lucrativos demonstram a sua resiliência, motivação e criatividade, qualidades essenciais para a maioria das profissões.

  2. Ocultar ou mentir sobre suas competências

    Não obstante não é raro muitas pessoas esquecerem de colocar alguns cursos importantes que fizeram durante nossa carreira. Ou pior, o caso que não é muito difícil de encontrar, que são aquelas pessoas que dizem saber falar uma “tal língua”, mas na verdade não consegue nem formar uma frase na dita cuja… Mentir em currículos impressos ou virtuais não é uma atitude ética. Se você não atingiu o nível básico de uma língua, estude mais para poder inseri-la no seu perfil.

  3. Não colocar foto de perfil ou colocar uma foto de cunho pessoal

    Além disso, um outro grande erro é pensar que na esfera profissional é melhor não ter foto. Como já abordamos aqui no nosso blog e nas nossas redes sociais, é extremamente importante transmitir a sua essência, sucesso e credibilidade através da sua foto de perfil em plataformas profissionais. Não ter foto, não causa impacto e empatia para com que está em busca de você e de seus serviços. E ter uma foto que não foi bem tirada, tratada e pensada, pode surtir o efeito inverso: causar a sensação de descomprometimento. Por fim, o tipo de foto ideal para o seu currículo e para o LinkedIn é chamado de retrato corporativo!

 

Se você ficou com dúvida do que seja um retrato corporativo, acesse: https://evorastudio.com.br/retrato-corporativo/

 

Se você quer saber mais como a imagem pode impactar a sua vida profissional, acesse: https://evorastudio.com.br/blog/

 

E se você tem quer ter exemplos: https://br.pinterest.com/evorastudio/

 

Facebook Comments